Pular para o conteúdo principal
Publicado em 2, Sep 2021 por julia.pitthan
Florianópolis à noite. Foto: Cristiano Estrela/ Secom SC
Publicações
Foto: Cristiano Estrela/ Secom SC

Florianópolis manteve o segundo lugar no Ranking Connected Smart Cities 2021, que avalia as cidades mais inteligentes e conectadas do país. A capital catarinense já ocupava essa posição em 2020. Outro município de Santa Catarina que alcançou destaque na publicação foi Balneário Camboriú, que obteve o primeiro lugar nacional no eixo temático de Meio Ambiente. No ranking geral, o primeiro lugar ficou com São Paulo (SP). Curitiba (PR) ocupa a terceira posição, seguida de Brasília (DF) e Vitória (ES).

Florianópolis obteve a melhor classificação entre todos os municípios do Sul do país no Ranking Connected Smart Cities. Entre os destaques está o eixo de Mobilidade, em que a capital catarinense ocupa a terceira posição nacional. Em Economia, a cidade está na quarta colocação e é a quinta mais bem posicionada na avaliação do eixo de Educação.

No eixo de Mobilidade, Florianópolis avançou duas posições (ocupava a 5ª classificação em 2020). De acordo com o ranking, a cidade conta com 28,3 quilômetros de ciclovia para cada 100 mil habitantes, índice 5 vezes superior ao da cidade de São Paulo. A capital catarinense tem ainda 0,15% da frota de veículos de baixa emissão de CO2, um dos maiores índices entre capitais.

Florianopolis Ranking Connected Smart Cities 2021

Em Economia, nos últimos períodos analisados, Florianópolis apresenta 6,34% de crescimento no PIB per capita, 0,41% no número de empresas e 5,48% no número de empregos. O índice de computadores, laptops ou tablets por mil alunos é de 78,5.

O crescimento das empresas de Tecnologia é de 7,34% no último período analisado, e dos Microempreendedores Individuais (MEIs) é de 23,23%.

Em Educação, Florianópolis é a cidade com mais de 500 mil habitantes mais bem posicionada, na quinta posição. Os destaques são: oferta de 24,01 vagas em universidade pública por mil habitantes em idade de população economicamente ativa (PEA), despesa com educação de R$ 863,49 por habitante e média no ENEM de 464,2 pontos.

Balneário Camboriú é destaque em Meio Ambiente

Balneário Camboriú despontou no ranking de 2021 como primeira colocada no eixo Meio Ambiente. De acordo com avaliação do Ranking Connected Smart Cities, a cidade do Litoral catarinense tem bons indicadores de Saneamento.

A cobertura da rede de esgoto, apesar de não ser universalizada, se aproxima de 95%. A cidade conta, ainda, com monitoramento de áreas de risco, 100% de atendimento urbano de água e 2,7% de recuperação dos materiais recicláveis.

Balneário Camboriú Ranking Connected Smart Cities 2021

Balneário Camboriú se destaca ainda por contar com um dos maiores índices de veículos de baixa emissão de gases poluentes: 0,26% da frota. A cidade também conta com a maior quilometragem per capita de ciclovia, com 27,44 quilômetros de ciclovia para cada 100 mil habitantes.

Joinville e Jaraguá do Sul

Outras cidades catarinenses tiveram bons resultados no ranking. Joinville foi a cidade mais bem colocada da Região Sul no eixo Economia. Os destaques do município do Norte no eixo são:

• Crescimento de Empresas de 1,32%

• Crescimento de Empregos de 12,60% (2021)

• Independência do setor público, com 95,0% dos empregos formais no setor privado

Jaraguá do Sul foi a cidade mais bem posicionada entre as de médio porte (com 100 a 500 mil habitantes) no eixo Tecnologia & Informação, contando com 16,28% dos empregos formais da cidade no setor de TIC e velocidade média das conexões contratadas de 84 mbps.

Sobre o Ranking Connected Smart Cities 2021

O resultado do Ranking Connected Smart Cities 2021, estudo elaborado pela Urban Systems, em parceria com a Necta, mapeou todos os 677 municípios com mais de 50 mil habitantes, quatro a mais do que a edição anterior. O objetivo é definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil. A edição 2021 do estudo conta com 75 indicadores que atestam serviços inteligentes nas cidades. Nesta edição o estudo conta com cinco novos indicadores.

O resultado é apresentado em 4 frentes: posição geral, por eixo temático, por região e por faixa populacional. O estudo é composto pelos indicadores de mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia, eixos temáticos discutidos no evento nacional do Connected Smart Cities & Mobility.